Uma escola de empreendedorismo através do autoconhecimento. Só que pirata!

Eu sou a soma de todos nós.

Vivemos em um sistema onde nossas próprias relações estão quebradas e precisam ser curadas:
Minha relação comigo mesmo, com a vida, com essa terra, com os outros, com o meu trabalho, com o mundo.

Conversas significativas e espaço para aprendizado curam nossas relações.

A essência das pessoas fala especialmente sobre o fato de que você não pode existir como uma pessoa de forma isolada. Ela fala sobre nossa interconexão.

Nós pensamos de nós mesmos muito frequentemente como apenas indivíduos, separados uns dos outros, enquanto que, na verdade você, está conectado e o que você faz afeta todo o mundo.

Desperte para seus sonhos.

Não há poder maior do que o de uma comunidade descobrindo o que lhe importa.
“O que é possível?” e não
“O que está errado?”
Perceba aquilo que te importa.

Compartilhe seu sonho. Fale com pessoas que você conhece. Fale com pessoas que você não conhece. Fale com pessoas com quem você nunca falou.

Valorize a curiosidade mais do que a certeza. Reconheça que todos são experts em alguma coisa. Saiba que soluções criativas surgem de novas conexões.

A escuta verdadeira sempre aproxima as pessoas. Confie que seu sonho pode mudar o seu mundo.

Crie sua própria arte.

O que é que vamos fazer? O que vamos criar para que nossas vidas e das pessoas que estão na nossa volta seja melhor? Como vamos nos comportar na busca pelo nosso propósito?

São respostas que quando definidos com clareza, convicção e por uma compreensão comum, elas nos guiam na busca por nosso propósito.

Propósito que ajuda a iluminar outros para que sejam vistos como um todo. Propósitos unem uma comunidade e servem como um marco para nos lembrar do porque acordamos. Os propósitos são nossos, eles podem ser criados, escolhidos e podem mudar a qualquer momento.

Sinta e Espalhe seu Propósito.

O tempo chegou para aqueles que ouvem o chamado do coração, o verdadeiro trabalho começou, coragem para fazer o que te chama.

Disponha-se a co-criar e co-anfitriar com outros, misturando seus conhecimentos, experiências e práticas com os deles, trabalhando em parceria. Contribua para que se tenha um espaço genuíno para aprendizagem e inovação.

É preciso trabalhar junto para abrir e segurar espaços, cultivar e colher campos nos quais a transformação dos outros e a nossa possa acontecer.

Qual é o meu trabalho?
Qual é o nosso trabalho?

Apenas sinta e espalhe seu propósito...

SAIL HO! Suba abordo.

Jornada do marujo

Quantas turmas tem durante o ano?
A jornada do Estaleiro vai acontecer no máximo três vezes por ano. Dependendo do processo de seleção talvez aconteça mais ou menos turmas durante o ano.

Como funciona as inscrições?
Qualquer pessoa pode se inscrever. Depois de inscrito a pessoa vai receber um convite para uma conversa rápida para nos conhecer mais.



Armada Jolly Roger

O que é essa tal Armada e quem é Jolly Roger?
Calma vamos explicar, esse é uma jornada nova do Estaleiro. Essa jornada é para empresas e instituições de ensino (Escolas ou Universidades).

Como funciona?
Uma empresa leva o Estaleiro para seus funcionários. E os valores dessa jornada é revertido 100% para uma instituição de ensino.

Como faço para apresentar essa ideia na minha empresa?
Você se inscreve, vai ter uma seleção, uma conversa para marcar uma apresentação sobre o que é o Estaleiro e como vai funcionar essa jornada dentro da sua empresa.




diário de bordo

O que o diário de bordo vai ter?
Nosso dia é feito de conversas significativas e de encontros mão na massa. A ideia é estar promovendo ou sendo convidado para tornar um aprendizado genuíno junto com vocês.

Como funciona?
Só entrar em contato preenchendo o formulário marcando uma conversa e dela marcamos uma conversa para co-criar essa nossa atividade.

Quais atividade podemos pensar junto?
WORKSHOP
PALESTRA
FACILITAÇÃO
CONVERSAS



Temos uma metodologia simples.

Nosso Metodo.

O Estaleiro é conector vivencial, aceleradora de sonhos, uma caminho quadrúplo e uma jornada caórdica rumo há:
Autonomia, Empreendedorismo, Autoconhecimento, Autosuficiência, Protagonismo, desapego, criatividade, realizações, colaboração e viver o presente.
Viver em um ambiente seguro, acolhedor, receptivo, celebrador e aberto para que juntos nos permitir a se testar e fazer coisas incríveis na prática.

Não somos um curso
Acreditamos que cada um tem sua jornada pessoa e nela vai buscar o melhor aprendizado e compreensão.

Não temos alunos nem professores
Somos piratas, e como piratas temos vivências, experiências e riquezas diferentes, onde compartilhamos com todos para aprender e ensinar.

Não temos aulas
Temos encontros com propósitos, onde não existe certo ou errado, existe apenas as coisas que naquele momento tinham que acontecer.

O estaleiro
é para...

Pessoas inquietas que buscam mudanças de vida, carreira, hábitos e de conhecimentos.

Pessoas que estejam querendo viver como pessoas em um processo de comunidade e rede.

Pessoas que gostaria de compartilhar conhecimentos, contar suas histórias, aprender e a ensinar.

Pessoas que querem viver o momento presente. Pois só quem vive o Estaleiro sabe o que é o Estaleiro.

Pessoas em transição.

O estaleiro
não é para...

Pessoas que só querem mais uma metodologia.

Para pessoas que buscam ferramentas divinas.

Pessoas que estejam conformadas com sua vida.

Pessoas que gostaria de replicar o Estaleiro. O Estaleiro não é franquia, somos um código aberto que a cada encontro programamos nosso próprio sistema.

Pessoas que não gosta de compartilhar conhecimento, histórias, ideias, projetos ou uma boa cerveja.




Como tudo começou.

Com muitos questionamentos em comum, Daniel Larusso, Felipe Cabral e Felipe Amaral tinham um em especial: não aguentavam mais falar sobre os problemas do sistema tradicional de ensino.

Queriam, em vez de seguir apontando todos os males da educação, fazer algo propositivo e novo. Entre conversas, decidiram então que abririam as portas da casa todas as sextas-feiras para que as pessoas pudessem ensinar e aprender, de forma livre. Assim nasceu uma sementinha chamada Estaleiro.

O nome Estaleiro vem da ideia de viajar, explorar os sete mares, se conectar, se conhecer e se transformar. Liberdade vem da própria proposta de uma educação mais libertária, mas também da casa, localizada na Rua Liberdade, número 553.

A primeira turma de marujos (como são chamados os participantes), composta por cinco pessoas próximas dos fundadores, já fazia encontros semanais na Casa Liberdade. Eram círculos de conversa para que os participantes pudessem se abrir e trazer à tona coisas realmente significativas para eles, como conta Larusso:“Criamos exatamente os espaços que nós gostaríamos de ter frequentado quando estávamos em momentos de transição”

Algumas informações de bordo.

+10

Mais de dez turmas já realizadas.

+4

Mais de quatro cidades e dois paises (Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Madrid (Esp).

+100

Mais de cem pessoas já fizeram o Estaleiro.

+20

Mais de vinte projetos saíram ou foram ajudados pelo Estaleiro.

Vamos navegar?

Email

estaleiroliberdaders@gmail.com

Telefones

51 99413.9931 | 51 3737.8216

Onde ver mais